Dor de Cabeça (Cefaléia) - Mais Coluna Clínica Mais Coluna

Problemas tratados com Quiropraxia

Dor de Cabeça (Cefaléia)

O que é?

A dor de cabeça ou cefaleia, como também é denominada, está entre uma das patologias mais comuns que acometem indivíduos de ambos os sexos e de diferentes faixas etárias. Além disso, essa condição é uma das queixas mais frequentes nas consultas à quiropraxistas e é um dos motivos comuns de falta no trabalho.

São diversos os tipos de dor de cabeça que, em sua maioria, costumam atrapalhar os indivíduos em suas atividades diárias e dificultam sua qualidade de vida. Esses distúrbios podem ser adquiridos por alguns fatores físicos, emocionais e também por aspectos fisiológicos.

Sintomas

A cefaleia é divida em dois aspectos: primário e secundário.

No primário, as dores, que apresentam características leves, são determinadas como agudas, como por exemplo a enxaqueca, que pode apresentar intolerância à luz, náuseas e vômitos, entre outros sintomas.

No conceito secundário, as condições provém de algumas doenças, lesões ou outras alterações que podem incluir, mas não se limitar a, infecções, sinusites agudas e tumores. As dores, em alguns casos, são associadas a distúrbios na força ou no comportamento do indivíduo, por exemplo, assim como tem seu início inesperado e constante.  

As dores podem ainda afetar até mesmo a região do pescoço e ombros. Conforme há tensão muscular dessas áreas, a cefaleia tensional pode ser desencadeada.

Diagnóstico e Tratamento

Estresse, ansiedade e má postura fazem com que as articulações entre os ossos da coluna e ombro percam o seu movimento normal, provocando um aumento da tensão muscular da região alterada. Estas tensões podem provocar quadros inflamatórios seguidos de dor ou desconforto no pescoço, se estendendo para o crânio, caracterizando então a cefaleia tensional. Este é um quadro típico de disfunção mecânica da coluna que é tratada com muita eficácia pela Quiropraxia.

Nesta situação, o quiropraxista detectará as disfunções musculares e articulares que provocaram a manifestação para o crânio, e ao corrigi-las com técnicas específicas de manipulação, devolverão o funcionamento normal destas estruturas e resultarão no alívio do sintoma da cefaleia tensional.