Desordens do Disco Intervertebral - Mais Coluna Clínica Mais Coluna

Problemas tratados com Quiropraxia

Desordens do Disco Intervertebral

O que é?

A coluna vertebral é de suma importância na manutenção da qualidade de vida do ser humano, já que suas 33 vértebras são responsáveis por sustentar a estrutura física e proteger a medula espinhal, cordão cilíndrico que estabelece comunicação entre o corpo e o sistema nervoso.

Por ser tão crucial, a coluna vertebral possui uma proteção chamada de disco intervertebral, cartilagem que, além de garantir a junção das vértebras, também absorve o impacto, fator que evita o sobrecarregamento da coluna.

Devido a condições genéticas, envelhecimento, má postura, tabagismo, falta de exercício ou levantamento de uma grande carga de peso, podem ocorrer desordens cervicais como a hérnia de disco, problema gerado a partir do desgaste dos discos intervertebrais.  

Sintomas

Ainda que em alguns casos a hérnia de disco seja assintomática, isto é, não apresente sintomas, a intensidade da dor pode ir de leve a intensa. O indivíduo também pode sentir formigamento nos braços e pernas, sensação de fraqueza e dor cervical, dorsal ou lombar.

Diagnóstico e Tratamento

Ao constatar qualquer sintoma citado anteriormente, como dor na região lombar e formigamento nos membros inferiores e superiores, você deve procurar um profissional da área da saúde imediatamente. Na consulta, ele poderá perguntar sobre seu histórico médico, realizar testes físicos e requisitar exames neurológicos.

O tratamento quiroprático nas desordens do disco tem altíssimo nível de eficácia e é dividido em três fases: redução da dor, restauração do movimento articular e manutenção.

Na primeira fase, o principal objetivo é diminuir a sensação de dor e o processo inflamatório que é causado em consequência da lesão discal.

Após controlados os sintomas dolorosos, inicia-se a segunda fase, que consiste em restaurar o movimento articular e preparar os componentes estabilizadores da coluna através de exercícios musculares para evitar quadros de recidiva do paciente.

Na terceira e última etapa, chegamos aos cuidados de manutenção. Uma vez ocorrido uma lesão discal, é muito importante que haja acompanhamento com um quiropraxista para garantir que as atividades do cotidiano não prejudiquem o funcionamento da coluna e despertem os sintomas inflamatórios da lesão do disco intervertebral.